PMVN Agindo em Brasília pela Cultura e o Turismo de Vigia

0

O prefeito Job Xavier Palheta foi recebido no Ministério do Turismo onde encaminhou, junto à Secretaria Nacional de Cultura e Turismo, duas demandas importantes para Vigia: a reforma e restauro do Museu Barão de Guajará, e a recuperação da Igreja da Mãe de Deus. Ambos os edifícios estão precisando de urgentes intervenções para eliminar problemas graves nas estruturas e instalações.

Acompanhado do consultor da prefeitura, Lázaro Saldanha, e da Secretária Municipal de Educação, Cléa Palheta, além de Ilza Braga, assessora do Deputado Federal Joaquim Passarinho, o prefeito participou, pela internet, com o Secretário Municipal de Cultura e Turismo, Nélio Palheta, que interagiu com o Chefe de Gabinete da Secretaria Nacional de Cultura e Turismo, Thiago Santos, relatando a situação dos prédios históricos de Vigia, informando sobre as tratativas que estão ocorrendo entre a Prefeitura, a Diocese de Castanhal e a Superintendência Regional do IPHAN, em Belém.

O Chefe de Gabinete do Ministério comprometeu-se com o encaminhamento das demandas de Vigia junto à direção nacional do Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), pra facilitar o andamento de proposta para obter recursos que viabilizem as obras da igreja, prioritariamente.

Ontem mesmo, o Secretário Nélio Palheta interagiu com o Bispo da Diocese, D. Carlos Versaletti, que fez um relato detalhado sobre os movimentos que a Igreja tem feito para elaborar os projetos de engenharia e arquitetura. A Diocese não tem recursos para as obras, mas vai se empenhar para obtê-los por meio de parcerias, inclusive com a comunidade católica vigiense – informou o bispo.

A Superintendente do Iphan em Belém, Rebeca Ribeiro, forneceu à SEMCULT cópia do relatório da última inspeção feita na igreja, em novembro passado. Três itens chamam atenção: a cobertura, que tem muitas avarias no telhado; o forro, cuja estrutura apresenta fragilidades e contaminação por cupim; e a rede elétrica, cheia de “gambiarras” – diz o documento.

A Superintendência abriu em Brasília um processo para obter os recursos necessários à elaboração dos projetos de engenharia e arquitetura.

O prefeito Job Júnior informa que a prefeitura está atenta à situação da Igreja e “não medirá esforços para que o município colabore com a Igreja para eliminar, em primeiro lugar, os problemas do telhado, que neste período de chuvas diárias têm se agravado. Estamos agindo, mas os processos para obtenção de recursos são demorados. A recuperação da igreja será onerosa e a prefeitura sozinha jamais poderá executar as obras” – acrescentou. Em Brasília, o prefeito encaminhou nova proposta de Emenda Parlamentar para obter recursos do orçamento da União que entrou em votação na Câmara Federal.

MUSEU

Quanto ao Museu Barão de Guajará, a Secretaria de Estado de Turismo tem uma verba de 300 mil reais, oriundos de emenda parlamentar defendida pelo deputado federal Joaquim Passarinho, no orçamento 2020 da União. Esses recursos estão reservados para serem investidos na reforma, assim que os projetos de engenharia ficarem prontos.

A situação do Museu é delicada, mas foi preciso a prefeitura levantar a planta baixa e as volumetrias do prédio, bem como da estrutura do telhado. Além de não se dispor, no âmbito da Prefeitura, de nenhum documento sobre o uso do prédio, que pertence ao governo do Estado, A prefeitura não possuía nenhuma planta do edifício. “Não se conhecia nem o perímetro total da edificação, muito menos os dados que permitirão a engenharia entrar no prédio e avaliar os problemas; as infiltrações são graves, provocadas originalmente pelo edifício comercial,  que no passado a prefeitura permitiu fosse levantado geminado ao museu, o que provocou grandes avarias ao patrimônio histórico” – diz o secretário Nélio palheta.

A Matriz de Vigia, obra dos jesuítas no século XVIII

Arquitetura rara no Brasil é a única no norte do país

Templo histórico exige intervenções urgentes. Telhado está com muitas avarias e vegetação prejudicial

Prédio comercial geminado ao edifício prejudicou gravemente o Museu de Vigia

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.


Acessibilidade
Acessibilidade